terça-feira, 24 de março de 2015

PEA orienta trabalhadores da Iccila sobre primeiros socorros em caso de fratura

Trabalhadores da Iccila Engenharia, que atuam na pavimentação da BR-487/PR, já sabem como agir em caso de acidentes que envolvam fraturas. Nesta terça-feira, 24, os funcionários da empresa participaram de uma palestra de noções básicas de primeiros socorros ministrado pelo Programa de Educação Ambiental (PEA) do projeto “Estrada Boiadeira – Sonho que se realiza”.





A bióloga e responsável pelo PEA, Camila Cantarelli, ressaltou a importância de manter a vítima protegida enquanto o socorro médico não chega ao local do acidente e explicou aos participantes como as fraturas são classificadas:

Fraturas simples: apenas o osso é atingido
Fraturas expostas: a pele é rompida e o osso fica exposto
Fraturas complicadas: quando são atingidas outras estruturas além dos ossos, como vasos sanguíneos, nervos, músculos, etc.

Camila ainda orientou os trabalhadores sobre como agir em situações que envolvam fraturas. “É importante ampliar o conhecimento do trabalhador para que ele saiba o que fazer nessas situações, assim ele pode reagir de forma mais segura e evitar complicações para a vítima”, comenta a bióloga.

Foto: Cleber Gellio/ Portal Campo Grande News
Em Campo Grande, os conhecimentos dos colegas de trabalho salvaram a vida de um homem. Ele ficou ferido após uma árvore cair sobre ele em uma plantação de eucalipto e teve fratura exposta da tíbia e fíbula da perna esquerda. A vítima entrou em choque e perdeu bastante sangue, mas recebeu os primeiros socorros de outros funcionários que estavam com ele na hora do acidente. De acordo com os bombeiros, o torniquete feito pelos colegas fez toda a diferença.


Orientações
Como agir até o socorro médico chegar:

  • Imobilize o membro fraturado segurando a área com firmeza. É possível ainda usar um pedaço de madeira, uma atadura e um lençol (sem apertar muito), ou mesmo pedaço de papelão e fita crepe. A imobilização vai diminuir a dor;
  • Em caso de fraturas simples aplique compressas de gelo para diminuir o inchaço, a dor e a progressão do hematoma;
  • Em caso de fratura exposta imobilize o membro como está e não tente colocar o osso no lugar. Lave o local apenas com água corrente abundante ou com soro fisiológico e seque com o pano limpo. Para evitar contato com o ambiente, cubra o local com um pano esterilizado ou bem limpo. Retire com cuidado fragmentos de corpos estranhos que não estejam penetrando os tecidos. E, se o sangramento for muito intenso, faça a compressão firme do local, segurando o membro na posição oposta ao fluxo do sangue;
  • Em caso de fratura do pescoço e coluna, não mexer na vítima e dizer para ela não se mexer, mesmo que tenha dor, para diminuir o risco de agravar a lesão e atingir a medula. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário