sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Trabalhadores da obra na Estrada Boiadeira recebem orientação sobre Leishmaniose

A atividade do Programa de Educação Ambiental contou com outros temas relacionados ao Meio Ambiente

Os trabalhadores da Iccila Engenharia, responsável pelas obras de pavimentação no Lote 2 da BR-487/PR- Estrada Boiadeira, participaram esta semana de uma atividade de orientação sobre Leishmaniose, com informações sobre a transmissão e prevenção da doença.



A gerente do Programa de Educação Ambiental (PEA), do projeto “Estrada Boiadeira – Sonho que se realiza”, se reuniu com um grupo de 64 operários e conversou com os participantes sobre a Leishmaniose, que é transmitida pela picada do mosquito-palha, comum na região, especialmente na Reserva Biológica das Perobas (Rebio).

O tema foi escolhido pelo fato dos operários trabalharem nas proximidades da reserva. "Nós já realizávamos a distribuição de vacinas e de repelentes para os trabalhadores, porém, a melhor forma de prevenção é realizar dinâmicas como essas, pois assim o pessoal pode estar bem informado e transmitir essas descobertas a seu grupo de influencia", frisa Paulo Sérgio, coordenador administrativo da Iccila.
Mauro Freima, trabalhador da obra se mostrou satisfeito. "A palestra de hoje foi muito boa. Aprendi muitas coisas novas, podendo agora ter mais conhecimento e também ajudar cada vez mais a natureza”.

Temas
Durante a atividade, Danielle ainda conversou com os trabalhadores sobre Biodiversidade. Eles também tiveram a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a Rebio por meio de uma pequena apresentação feita por Carlos Alberto Ferraresi De Giovanni, chefe da reserva.

A Rebio das Perobas é a maior área de floresta das regiões Norte e Noroeste do estado do Paraná e possui, entre outras espécies, Araucárias, Perobas e também a Guaritás, que figuram na lista da flora ameaçada de extinção no estado.

"É fundamental essa conscientização sobre o meio ambiente. É nosso dever informar o maior número de pessoas possíveis para podermos multiplicar nosso trabalho de cuidado com o Meio Ambiente", explica Carlos Alberto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário