quinta-feira, 8 de maio de 2014

PEA discute degradação ambiental e poluição com integrantes da Ocadecto

Hoje foi dia de atividade do Programa de Educação Ambiental (PEA) no município de Tuneiras do Oeste. O público atendido nesta quarta-feira (07) foi a Organização Central das Associações de Desenvolvimento Comunitário (Ocadecto).

Cerca de 40 integrantes da Organização passaram a manhã no Salão da Terceira Idade de Tuneiras do Oeste, onde receberam orientações sobre degradação ambiental e poluição da gerente do PEA, Danielle Tortato.

Atividades
O grupo participou de uma dinâmica para promover a interação entre os participantes e revelar as expectativas sobre a atividade proposta. Em seguida Danielle explicou os conceitos de degradação ambiental e poluição.

A manhã de trabalho foi encerrada com um exercício que abordou os impactos ambientais decorrentes da atividade agropecuária e que estimulou a participação de todos os agricultores presentes. Segundo Danielle, o objetivo da atividade foi discutir e refletir sobre a maneira adequada de trabalhar nas propriedades rurais. “O modo de vida da humanidade impacta o ambiente, porém se atitudes adequadas forem tomadas é possível minimizar os danos”, comenta.

A agricultura Gilmara Oliveira participou pela primeira vez de uma ação do PEA e considerou a experiência bastante útil. “Ter novos conhecimentos é muito importante. Não dá para aplicar tudo no sítio, mas dá para aproveitar muita coisa e promover mudanças que vão nos ajudar”, explica.

O PEA tem mais três atividades previstas em parceria com a Ocadecto até o final do ano, nas quais serão abordados os temas: Manejo e ocupação do solo, Área de preservação permanente e Reserva Legal.

Estrada Boiadeira – Sonho que se realiza
O projeto “Estrada Boiadeira – Sonho que se Realiza” é realizado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) por meio do Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura (ITTI), entre Cruzeiro do Oeste e o Distrito de Nova Brasília - Araruna. Dentro da Gestão Ambiental da obra, o projeto conta com a Supervisão Ambiental, o Programa de Educação Ambiental (PEA), que promove oficinas os trabalhadores da obra, professores e comunidade, e o Programa de Comunicação Social (PCS).

Nenhum comentário:

Postar um comentário