segunda-feira, 25 de março de 2013

PEA desenvolve oficinas com comunidades de recicladores e agricultores no oeste do Paraná


Atividades discutiram segurança do trabalho e manipulação de alimentos com os participantes

O Programa de Educação Ambiental (PEA) do projeto “Estrada Boiadeira- sonho que se realiza” promoveu, na primeira semana de março, oficinas com recicladores e agricultores nas cidades de Cruzeiro do Oeste e Tuneiras do Oeste, no Estado do Paraná.  As atividades tiveram como objetivo discutir com os recicladores a importância do uso de equipamentos de segurança durante seu trabalho. Já com os agricultores, a oficina visou orientar a boa manipulação dos alimentos para sua comercialização e como rotular embalagens de alimentos.

Recicladores de Cruzeiro do Oeste participam de oficina sobre a importância
do uso de equipamentos de segurança no trabalho



A oficina realizada com os trabalhadores do projeto Barracão, da Associação dos Trabalhadores de Materiais Recicláveis de Cruzeiro do Oeste (ARCO), teve como tema “O valor do lixo: econômico e social. Trabalhando com questões de Educação, Saúde e Segurança visando melhor qualidade de vida e exercício de cidadania”. A atividade tratou do perigo dos acidentes de trabalho, a importância do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e de como a reciclagem é importante para a sociedade. “Nosso trabalho deveria ser mais valorizado, pois ajuda à comunidade, a Prefeitura economiza no aterro com nosso trabalho, porque se não tiver a reciclagem, todo o lixo vai para o aterro”, diz a coordenadora local do projeto, Débora Cristina Correa.

Já a oficina “Cadeia Alimentar e Boas Práticas de Manipulação: Do Campo à Mesa” foi realizada com agricultores associados da Organização Central das Associações de Desenvolvimento Comunitário (Ocadecto), em Tuneiras do Oeste. Esta atividade deu continuidade ao trabalho que vem sendo realizado pelo PEA com esta comunidade e teve como objetivo levar os participantes a refletir sobre os perigos de contaminação dos alimentos durante sua produção, industrialização, comercialização e consumo, além de discutir a legislação para obtenção do selo da Anvisa. “Com esta integração da comunidade rural, melhoramos a capacidade de produzir produtos de alta qualidade”, conta a presidente da Ocadecto, Maria Conceição Santos.

As oficinas foram coordenadas pelas professoras do Departamento de Teoria e Prática de Ensino da UFPR, Sônia Haracemiv e Liane Maria Vargas Barboza. A professora Sônia aponta a necessidade de voltar a trabalhar com essas comunidades mais vezes e com outros temas, que já foram elencados pelos próprios participantes das oficinas. “Este trabalho é muito gratificante, pois levamos conhecimento para quem realmente precisa. E temos que voltar mais vezes para contribuir com o desenvolvimento dessas comunidades”, conclui a ministrante.

O PEA é um dos cinco programas realizados pelo Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura da Universidade Federal do Paraná (ITTI-UFPR) em parceria com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) durante a obra de pavimentação da BR-487 no trecho de 18,7 km entre as cidades de Cruzeiro do Oeste e Tuneiras do Oeste, no Estado do Paraná.


Giovanna Jambersi
Assessoria de comunicação
ITTI – Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura
(41) 3226-6658 | comunicacao@itti.org.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário